Sobre CDP deve como o core dos componentes de martech

Publicado originalmente no LinkedIn de Marcelo Tripoli, CEO e fundador da Zmes

É possível fazer marketing sem uso intenso de tecnologia? 

Está claro que o manual do marketing moderno é baseado em dados e não é possível usá-los em escala sem tecnologia. Este ano, por exemplo, os investimentos em martech devem atingir US$ 21,14 bilhões. 

O marketing sempre teve o desejo de entregar a mensagem certa, para a pessoa certa e na hora certa. Hoje, chamamos isso de personalização em escala e as empresas que adotam essa prática geram aumento de receita superior a 30%.

Na tabela abaixo, você conhece os principais componentes da arquitetura de referência em martech usada pela Zmes. A chamada plataforma de dados de clientes (CDP) é um dos elementos base para agregar dados e atividades dos consumidores, além de contribuir para uma visão única e instantânea de cada pessoa que esteve em contato com a marca.

Esse recurso possui finalidades e vantagens variadas: 63% dos profissionais de marketing utilizam para processar dados em tempo real ou quase em tempo real e ter à disposição um painel unificado. Outros 58% apostam nele como ferramenta de personalização.

Um CDP deve ser o core dos componentes de martech porque não só transforma a experiência do cliente, como impulsiona os resultados do negócio.

Dados: eMarketer

Você pode gostar
Leia mais

Sobre muros e o fim dos cookies

Publicado originalmente no LinkedIn de Henrique Makauskas, Co-Founder and CTO na Zmes Cartoon by Tom Fishburne Novamente estamos nos aproximando…
Leia mais

Sobre personalização e privacidade

Publicado originalmente no LinkedIn de Filipe Ferminiano, Managing Director na Zmes Como alinhar personalização e privacidade? Os consumidores esperam que…