Streaming gratuito baseado em anúncios tem crescimento agressivo em 2021

Segundo a Insider Intelligence mais de 127 milhões de americanos estão usando estes serviços regulamente.

O vídeo digital está cada vez mais relevante. Se nas redes sociais este é o formato com melhores resultados, nas plataformas de entretenimento eles já fazem parte da vida das pessoas.

Segundo dados da Insider Intelligence, em 2021, 127,7 milhões de residentes nos EUA usarão plataformas de videos digitais com anúncios, os chamados AVOD. Além de serviços como Netflix, Amazon Prime e Hulu, há outro gigante dos vídeos digitais: o Youtube.

Confira, no decorrer desta leitura, mais detalhes sobre como o vídeo digital está revolucionando o conteúdo para internet e as perspectivas de crescimento para o formato.

O vídeo digital sob demanda com anúncios (AVOD)

O crescimento do AVOD foi impulsionado pelo aumento nos aplicativos com grandes bibliotecas de vídeo. Por meio deles, é possível monetizar seus produtos por meio de anúncios. Dentre as plataformas lançadas recentemente, destacam-se a Peacock, o Discovery + e a HBO Max.

Os espectadores de streaming de vídeo premium gratuitos, ou seja, indivíduos que consomem conteúdo de uma plataforma de acesso livre com suporte de anúncios também vem crescendo. AVOD e os serviços de streaming de vídeo premium gratuitos não são mutuamente exclusivos. Um exemplo disso é o público da Netflix que também consome conteúdos do Youtube.

Vale ressaltar, entretanto, que a visualização dos serviços de streaming gratuito está significativamente atrás da visualização do AVOD. Ainda de acordo com a Insider Intelligence, pouco mais de um terço de todos os espectadores de vídeo digital usarão serviços premium de vídeo gratuitos este ano. A expectativa para a categoria é um total de 100 milhões de telespectadores em 2023.

O caso do Youtube

A maior parte do tempo gasto no YouTube acontece no celular, de acordo com a Insider Intelligence, entretanto, a audiência de CTV está aumentando. Em 2021, 123,8 milhões de pessoas irão assistir ao YouTube por meio de TV Conectada.

Este ano, o número de visualizadores de streaming de vídeo premium gratuito aumentará 18,4%, para 89,2 milhões. Já em relação à versão paga do Youtube, as estimativas são de um décimo dos usuários da Internet nos EUA inscritos no YouTube Premium em 2021, somando os assinantes do YouTube Premium e do YouTube Music. 

A maioria dos espectadores do YouTube em geral usa a versão gratuita, mas o número de assinantes do YouTube Premium está crescendo continuamente de 29,5 milhões em 2021 para 46,6 milhões em 2025.

Mesmo com o crescimento, os números estão longe do líder de mercado, Netflix. No segundo trimestre de 2021, a Netflix relatou 74,0 milhões de assinaturas pagas nos Estados Unidos e Canadá, ante 72,9 milhões no mesmo período do ano passado. A Netflix é responsável por cerca de um quarto do tempo total gasto com streaming de vídeo nos Estados Unidos, de acordo com a Comscore.

4 insights sobre o crescimento do vídeo digital

Pandemia afetou cinemas

Mesmo com a retomada de atividades afetadas pelo isolamento após a vacinação, a volta do público a frequentar cinemas pode levar um tempo. Com isso, algumas produções de qualidade estão indo diretamente para as plataformas de streaming ou são veiculadas nesses serviços após poucas semanas nas salas.

Monetização por meio de anúncios

Mesmo que o público não goste do excesso de publicidade, os streamings com anúncios são populares porque são opções gratuitas ou mais econômicas do que as assinaturas.

Netflix continua na liderança

A Netflix não divulga seus dados de assinaturas oficialmente, mas estima-se que existam 204 milhões de assinantes ativos globalmente e cerca de 17 milhões só no Brasil, de acordo com dados do Infomoney. Nos EUA, uma pesquisa da Morning Consult revelou que 52% dos entrevistados preferem a Netflix dentre os serviços de streaming, um número consideravelmente superior aos 44% da Amazon Prime, em segundo lugar.

Youtube e TV Conectada

O mobile ainda é a principal fonte de acessos do Youtube, mas vale ficar de olho nas oportunidades que a TV Conectada apresenta não apenas para esta plataforma, mas para outros serviços de streaming, além de facilitar a coleta de dados e permitir maior segmentação e comprovação do MROI.

Você pode gostar
Leia mais

Marketing digital sem cookies: a importância de construir sua audiência

Google pretende retirar os cookies de terceiros do seu navegador, Chrome, em 2022.  Navegador é padrão para cerca de 70% dos usuários de internet  De um lado, os defensores da privacidade de dados; do outro, as empresas, que, por meio dos cookies, têm seus anúncios veiculados de forma certeira e personalizada.   No meio desse conflito, estão o…