Melhores práticas de Search marketing: entenda o score de campanha

Pesquisa do eMarketer revela que, para metade dos profissionais de marketing, a incapacidade de conectar e analisar dados entre aplicações e plataformas dificulta a mensuração de campanhas 

Otimizar uma campanha é a forma mais rápida de ajustar detalhes a fim de maximizar resultados e reduzir os investimentos. Para isso, a pontuação de otimização do Ads é a tentativa do Google de dar à conta dos anunciantes uma pontuação geral de integridade e quantificar o impacto projetado da implementação das recomendações da campanha. 

Para fazer essas sugestões de melhorias, o Google aproveita o machine learning, uma forma de IA, para encontrar otimizações com base na configuração de sua conta exclusiva e identificar oportunidades para ajudá-lo a expandir sua conta Ads. 

Dessa forma, o Google usa mais de 60 tipos de recomendações possíveis, feitas por um algoritmo constantemente atualizado por seu time de tecnologia. De acordo com o próprio Google, dentre as principais recomendações, estão: rotação de anúncios, exclusão de palavras-chave duplicadas, inclusão de palavras-chave, ajustes de meta de CPA, dentre outras. 

Na leitura de hoje, vamos falar um pouco mais sobre o score de campanha e o que fazer para otimizar os resultados, de acordo com recomendações do próprio Google. 

Por que saber mais sobre o score de campanha? 

Conhecer formas de otimizar campanhas é fundamental para que os profissionais de marketing alcancem seus objetivos. Segundo pesquisa do eMarketer, dentre os principais desafios dos executivos de marketing em relação à mensuração e demonstração de performance e MROI, estão a incapacidade de conectar e analisar dados entre aplicações e plataformas.  

Nesse contexto, a dificuldade apresentada pelos profissionais pode impedir que eles compreendam os dados apresentados e, consequentemente, não otimizem as campanhas.  

Como entender se a campanha deve ser otimizada? 

Além de usar o aprendizado de máquina para analisar os dados de desempenho anterior de sua conta, o Google usa a estrutura de sua conta e ações de conversão específicas para entender sua configuração. Essas informações são executadas por meio da modelagem preditiva do Google para determinar se há oportunidades para suas campanhas do Google Ads. 

Assim, é preciso acessar o painel do Google Ads, para verificar as recomendações que vão aparecer em ordem de prioridade e podem ser filtradas de acordo com a relevância.  

Vale ressaltar, também, que as indicações vão usar dados coletados nos últimos 28 dias, o que, inclusive, pode gerar mudanças da pontuação de um dia para outro por causa de alterações de comportamento dos consumidores. Essa capacidade de medir é excelente para que anunciantes consigam captar todas as demandas repentinas do mercado. 

No que as recomendações são baseadas? 

  • Tempo real 

Se você aplicar ou descartar uma recomendação, sua pontuação de otimização muda imediatamente e novas recomendações podem surgir de uma semana para outra. 

  • Suas estatísticas 

O Google vai usar uma combinação do desempenho anterior de sua conta e modelagem preditiva, a fim de tentar determinar uma pontuação de impacto de cada uma de suas recomendações de otimização. 

  • Suas configurações 

O sistema de recomendação é capaz de compreender ações de conversão específicas e a estrutura da conta. Além disso, ele também pode compreender os temas do seu grupo de anúncios e até mesmo fornecer recomendações com base nos seus tipos atuais de correspondência de palavras-chave SEO

  • Status de sua conta e campanhas 

A guia “Recomendações” vai fornecer apenas sugestões para campanhas ativas no momento. Se uma campanha não estiver em execução, você não receberá nenhuma recomendação. 

  • Histórico de recomendações recentes 

Se refere a uma hierarquia dentro das recomendações e um entendimento de quais você aplicou. Por exemplo, se você não estiver usando o lance inteligente, ele não vai recomendar que você altere seu CPA e, se houver probabilidade de adicionar novas palavras-chave, o sistema pode fornecer mais ideias de palavras-chave para você. 

  • Tendências no ecossistema de anúncios 

O Google Trends tem ajudado os profissionais de marketing a ficar por dentro dessas mudanças, especialmente ao anunciar durante a pandemia. 

4 boas práticas para otimizar seu score de campanhas de mídia 

Tenha objetivos claros 

Para monitorar os KPIs regularmente, é preciso saber o que você pretende alcançar com a campanha e a medição do desempenho vem sempre em primeiro lugar. Desta forma, para cada campanha, é altamente recomendável ter um objetivo predefinido, que vai guiar o foco (se é gerar reconhecimento ou vendas), o orçamento (diário ou total), o tempo (com uma data de término, duração específica ou nenhuma data em vista), o público-alvo (buyer personas) e a oferta de destino (solução, produto específico ou reconhecimento de marca) da campanha.  

Visite a aba de recomendações  

Defina uma periodicidade para visitar a aba de recomendações e ajustar a campanha, a fim de testar e conferir a alteração da performance, conforme mencionado ao longo da leitura.  

Alie as recomendações à sua estratégia 

O sistema usa inteligência artificial a fim de melhorar o score, mas, ainda assim, trata-se de um sistema, não de uma pessoa com capacidade analítica para conhecer as nuances e requisitos específicos da estratégia. Dessa forma, sempre considere as recomendações como um guia, não um mandamento. Avalie o que está sendo recomendado e use ou descarte, de acordo com a definição da campanha.  

Faça testes 

Se não tiver certeza sobre o desempenho de sua conta do Google Ads, você pode agendar uma consulta gratuita com um dos especialistas do Google Ads que está atualizado sobre as práticas recomendadas mais recentes. Por isso, tire um tempo para conhecer as funcionalidades da ferramenta e testar continuamente novas estratégias. 

Você pode gostar
Leia mais

Marketing digital sem cookies: a importância de construir sua audiência

Google pretende retirar os cookies de terceiros do seu navegador, Chrome, em 2022.  Navegador é padrão para cerca de 70% dos usuários de internet  De um lado, os defensores da privacidade de dados; do outro, as empresas, que, por meio dos cookies, têm seus anúncios veiculados de forma certeira e personalizada.   No meio desse conflito, estão o…