Metade das buscas de produto acontecem na Amazon ou nos marketplaces

Nos EUA, de acordo com pesquisa de agosto de 2020 do ChannelAdvisor conduzida pela Dynata, 53% dos adultos disseram pesquisar na Amazon antes de uma compra digital. Este fenômeno da busca de intenção de compra se deslocar do Google para grandes marketplaces também começa a se intensificar no Brasil, trazendo grandes impactos para o marketing digital

Durante anos, um dos principais objetivos dos profissionais de marketing era mapear e compreender as etapas e preferências que levavam os consumidores a uma compra online. A jornada do consumidor, ilustrada pelo funil de vendas e ações concentradas em awareness, consideração e conversão, foi uma forma simplificada de alcançar de forma eficiente as pessoas interessadas em determinado produto ou serviço. 

Com o aumento do e-commerce e mudanças cada vez mais rápidas de comportamento, especialmente em um mundo pós-pandemia, torna-se ainda mais urgente entender as novas motivações do consumidor.  

De acordo com pesquisa do Channel Advisor, de 2020, 53% dos adultos norte-americanos começam suas buscas por produtos na gigante Amazon. Já no Brasil, de acordo com pesquisa da Opinion Box, 32% começam a compra online buscando pelo Google mas este cenário já está mudando e se deslocando para os grandes marketplaces e ecossistemas.  

Hoje, aqui no Mistura, by Zmes, vamos abordar mais sobre os hábitos de compra e a origem das buscas antes de uma compra online.  

Mais sobre as buscas de produtos 

A maior descoberta da pesquisa da Tinuiti, conduzida em agosto de 2020 pela Survata (agora Upwave), foi a de que metade dos entrevistados disseram não ter passado por nenhuma experiência ruim na Amazon.  

Uma vez que a experiência afeta muito a percepção do usuário sobre a marca, esse número revela que oferecer boa navegação, ofertas relevantes e resultados de busca personalizados é fundamental para o público, especialmente entre membros da Geração Z e Millennials.  

Para ilustrar esse fato, vale entender que uma pesquisa da Integral Ad Science descobriu que os participantes estavam dispostos a compartilhar seus dados pessoais com sites de varejo, como a Amazon, quando a troca era por uma experiência de anúncio mais relevante e personalizada. 

No Brasil, a situação é semelhante: depois da pesquisa no Google, o Mercado Livre é uma das principais fontes de busca. De acordo com dados da consultoria GFK divulgados pela CNN Business, no ano passado, o Mercado Livre registrou 22,6 milhões de novos usuários na América Latina, o que representa um crescimento de 47% em relação a 2019.  

Além disso, a cada 10 novos consumidores digitais, dois compraram pela primeira vez na internet, ao menos um deles manteve a quantidade de pedidos online, enquanto seis aumentaram suas aquisições.  

Alguns fatores levam os consumidores a migrarem suas buscas para seu marketplace favorito: 

  • Uma boa experiência de compras: experiências bem-sucedidas geram confiança e repetição no uso da plataforma 
  • Conveniência: As pessoas querem comprar com a menor fricção possível, especialmente no celular. Ter seu endereço e meio de pagamento já cadastrado permitindo uma compra com um click aumenta muito o engajamento 
  • Programas de fidelidade: frete grátis, cashback e pontos acumulativos “prendem” os consumidores a plataformas 
  • Inventário e preço: O marketplace vencedor não tem sempre o menor preço mais na média preços competitivos e sempre tem o produto procurado disponível e em estoque   

4 boas práticas para destacar seu negócio na busca dentro dos marketplaces 

Invista em boas PDPs 

A página de produto continua essencial para que seu produto e serviço seja encontrado em mecanismos de busca. Por isso, pesquise as palavras-chave ideais e crie estratégias SEO pertinentes. Sempre busque entender tendências e ficar por dentro do que seu concorrente está fazendo. 

Domine a mídia e SEO do marketplace 

Nos EUA existem consultorias e agencias especializadas em Growth dentro da Amazon. Testar e escolher as melhores ferramentas de promoção dentro dos principais marketplaces é fundamental  

Não coloque todos os ovos na mesma cesta 

As dinâmicas dos marketplaces mudam muito, o ideal é que sua marca tenha seu próprio e-commerce e se apoie em 3 ou 4 markeplaces. No Brasil ainda não temos um marketplace dominante como em outros mercados 

Conheça, segmente e atribua 

Conhecer a audiência continua sendo fundamental para criar táticas de marketing certeiras. Com os dados em mãos é possível segmentar de acordo com hábitos e preferências e definir as melhores estratégias, que deverão ser medidas por atribuição. O MROI é um aliado para que você entenda o que funcionou, por que funcionou e como pode ser otimizado. 

Você pode gostar
Leia mais

SEO: ainda relevante, mesmo após 20 anos

75% dos profissionais de marketing ainda consideram o SEO como a mais eficiente tática do marketing de conteúdo  Search Engine Optimization. Quem nunca ouviu falar de SEO nunca trabalhou com…
Leia mais

Marketing digital sem cookies: a importância de construir sua audiência

Google pretende retirar os cookies de terceiros do seu navegador, Chrome, em 2022.  Navegador é padrão para cerca de 70% dos usuários de internet  De um lado, os defensores da privacidade de dados; do outro, as empresas, que, por meio dos cookies, têm seus anúncios veiculados de forma certeira e personalizada.   No meio desse conflito, estão o…